O site e guia da cidade

MP que viabiliza privatização da Eletrobras é aprovada na Câmara

0

MP que viabiliza privatização da Eletrobras é aprovada na Câmara

O deputado federal Daniel Almeida protesta contra a medida.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (19) o texto-base da medida provisória que libera a desestatização da Eletrobras, estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia que responde por 30% da energia gerada no país. Assim que foi anunciado o resultado, os deputados iniciaram a análise dos destaques apresentados para tentar modificar o texto do relator.

Logo no início da sessão, o PCdoB e demais partidos da Oposição entraram em obstrução para tentar impedir a apreciação da proposta. Esgotados os dispositivos do “kit obstrução”, os deputados da Bancada votaram contra a proposta que visa entregar um setor estratégico ao capital estrangeiro, especuladores e acionistas.

Com o voto contrário do PCdoB, o deputado federal Daniel Almeida lembrou que a estatal é “fruto do esforço dos brasileiros, sangue, suor e plano estratégico que os brasileiros foram capazes de produzir para integrar o país de norte a sul”.

“Nenhum país do mundo, nenhuma nação abre mão de setores estratégicos. O discurso da capitalização é mais uma falsificação deste governo. Na verdade, esse termo é utilizado para levar esta empresa a deixar de ter o controle estatal e passar para o controle privado, para os fundos financeiros, para o sistema financeiro, submetendo-se ao mercado, encarecendo a tarifa, abrindo mão de programas sociais como o Programa Luz para Todos”, apontou Almeida.

Modelo previsto

A desestatização prevê a emissão de novas ações a serem vendidas no mercado sem a participação da empresa, resultando na perda do controle acionário de voto mantido atualmente pela União. Uma das mudanças é a inclusão de dispositivo que permite o uso desse mecanismo para a desestatização de outras empresas públicas.

Essa forma de venda é a mesma proposta no PL 5877/19, que o governo enviou em 2019 mas não foi adiante.

Eletrobras

A estatal é a maior empresa brasileira de energia elétrica, com mais de 51 mil MW de potência instalada, respondendo por 30% da geração do país e com 45% das linhas de transmissão acima de 230 kV. É a maior empresa de energia elétrica da América Latina. Possui 47 barragens hídricas, sendo detentora do maior parque hidrelétrico do país. É responsável pelos maiores reservatórios hídricos hoje existentes.

Também é responsável pela administração de programas de governo voltados para o desenvolvimento do setor elétrico como: o Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica (“Luz para Todos”), o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (“Procel”), o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (“Proinfa”) e o Programa Mais Luz para a Amazônia (MLA). É uma empresa saudável, lucrativa e superavitária. Distribuiu mais de R$ 20 bilhões para a União em dividendos nos últimos 20 anos.

É ainda uma empresa estratégica para a segurança e soberania nacional pela localização e importância de seus reservatórios e instalações. O projeto segue para análise do Senado.

Com informações do PCdoB na Câmara
Foto: Richard Silva–

Ascom Deputado Federal Daniel Almeida (PCdoB)Marcia do Amparo – Jornalista

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies