O site e guia da cidade

Brasil pode alcançar título único em vinhos tropicais. Casa Nova se destaca na região Norte do estado

0

Um terroir único (relação mais íntima entre o solo e o micro-clima particular) dará ao Brasil a primeira Indicação de Procedência de vinhos tropicais do mundo. O pedido vem do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco (VINHOVASF) que depositou o pedido junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial o (INPI).

A região pode colocar o país em destaque no mundo do vinho. A IP Vale do São Francisco está localizada no eixo Petrolina-Juazeiro, entre a Bahia e Pernambuco, na região conhecida como Submédio do Vale São Francisco. “É uma experiência única no universo enológico. A viticultura do semiárido tropical desperta curiosidade no mundo todo. A diversidade do terroir brasileiro será destaque no mundo, o que fortalecerá o Brasil como produtor de vinhos finos perante o cenário internacional”, assinala Roberta Boscato, engenheira agrônoma e sommelier da Boscato Vinhos Finos, vinícola que faz parte da IP Altos Montes, da Serra Gaúcha.

Por ser um país muito grande, o Brasil possui uma diversidade riquíssima de vinho. Os diversos terroirs do Brasil, comprovadamente, produzem diferentes tipos de vinhos. Os rótulos se diferenciam de cada IP, ou Denominação de Origem, pois são regiões com características de clima, solo, topografia, relevo e variedades de uva muito diferentes.

Apesar do clima tropical ser a característica diferencial da região do Vale do São Francisco, o que garante a qualidade do vinho é a forma de produção e cuidado com a uva, justamente, em decorrência da severidade do clima.

“A capacidade produtiva das videiras é determinada pelo manejo, e não apenas pelo clima, que é sempre seco e quente. Cada planta gera duas safras por ano, em ciclos de 120 a 190 dias, para uvas de vinho. O período de repouso das vinhas é induzido pela retirada da água de irrigação.  O solo, originário do rio São Francisco, apresenta grandes depósitos de sedimentos rochosos,  sendo também arenoso. A vegetação é da Caatinga“, explica.

O Vale do Rio São Francisco corresponde a uma área de 500 hectares destinados aos vinhos finos produzidos: vinhos tranquilos, espumantes, vinho e brandy. Porém, se considerarmos a produção de uvas e vinhos de mesa, a área se amplia para 10.000 hectares.

A produção de vinhos finos dos estados da Bahia e Pernambuco está concentrada no eixo Petrolina-Juazeiro. Em Pernambuco nos municípios de: Petrolina, Casa Nova, Orocó e Santa Maria da Boa Vista. Na Bahia, nos municípios de Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho e Curaçá. Que fazem parte da Rede Integrada de Desenvolvimento Econômico da região.

De acordo com Roberta, “esta região, de clima tropical semiárido, única no Brasil, apresenta temperaturas que possibilitam a produção de uvas em todos os meses do ano e entrega vinhos tropicais, com originalidade e identidade própria distinta no mundo vitivinícola”.
 

Por: AGROLINK –Eliza Maliszewski

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies