Deputado Roberto Carlos sugere solução para embate de divisa territorial entre os municípios de Ibipitanga e Novo Horizonte.

O deputado Roberto Carlos (PDT), vice-líder do Governo, promoveu um debate para tratar sobre o conflito que tange a divisão territorial entre os municípios de Ibipitanga e Novo Horizonte, nesta quarta-feira (16), durante comissão na Assembleia Legislativa da Bahia.
Na oportunidade, o prefeito de Novo Horizonte, Djalma Abreu, ressaltou que a localidade de São Gonçalo não pode ser desmembrada do município, uma vez que a população já possui identidade cultural novo-horizontino.
O advogado Roques Pereira, que representou o prefeito de Ibipitanga, Edilson Santos (Edypan), afirmou que Ibipitanga foi emancipada em 1962, com limites territoriais bem definidos, abrangendo a localidade de São Gonçalo e Novo Horizonte em 1988, com uma falha na legislação que não demarcou com exatidão o seu território, ambos descenderam do município de Ibitiara. “Além disso, caso fosse abordar a questão de identidade cultural deve-se atribuir a Ibitiara, por Novo Horizonte ser uma cidade tão recente”, disse Roques Pereira.
O deputado Roberto Carlos sugeriu uma reunião entre as prefeituras para definir as benfeitorias realizadas por Novo Horizonte à comunidade de São Gonçalo para que, a partir de agora, todas as responsabilidades administrativas sejam realizadas pelo prefeito Edypan.

Ascom