O site e guia da cidade

Casa Nova: Prefeitura e TJ Ba reúnem comunidade para discutir regularização fundiária

0

Casa Nova: Prefeitura e TJ Ba reúnem comunidade para discutir regularização fundiária
Resultado da audiência pública realizada no dia 11 de maio na localidade de Rancho Alegre, interior de Casa Nova, o TJ Ba – Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, juntamente com a Vara de Registros Públicos e a Prefeitura realizaram na tarde desta terça-feira, (11/06), exatamente um mês depois, reunião para discutir regularização fundiária urbana e rural (REURB – Significação).
Com o Salão do Júri do Fórum da Comarca de Casa Nova lotado, a presença do Desembargador Emílio Salomão Resedá, Corregedor das Comarcas do Interior, do prefeito Wilker Torres; do Presidente da Câmara de Vereadores, Patrick da Astafran;  do Deputado Estadual Tum; do Comandante da 25ª CIPM – Companhia Independente da Policia Militar do Estado da Bahia,Major PM José Enon Oliveira de Souza; do Juiz da Comarca, Wanderley Andrade de Lacerda; secretários, vereadores, promotores e representantes de comunidades ameaçadas por grilagem, a reunião discutiu as vantagens da regularização e os meios de obter e a questão da grilagem e das matriculas irregulares no município.
Para o prefeito Wilker Torres, que avaliou a reunião como “muito proveitosa”, a reunião é resultado do “evento que houve no Rancho Alegre, que despertou na Bahia toda esse sentimento de resolver o problema de Casa Nova”.
“Já fomos no CDA, no INCRA, no INEMA, juntamente com o Deputado Tum, já fizemos denúncia no Ministério Público. Está aqui a Corregedoria.  Fui informado que passaram o dia nos cartórios, analisando as matriculas” – relata o prefeito – “Temos um pedido de cancelamento de matriculas, pois, a gente sabe que tem muitas matriculas irregulares. Então só o fato da Corregedoria do Tribunal de Justiça da Bahia estar em Casa Nova já mostra que repercutiu e que a Justiça vai tomar providências”.
Edson Soares, registrador de imóveis da Comarca de Barra em Gentio do Ouro, um dos palestrantes, resumiu o objetivo da reunião: “Estivemos aqui para explicar do que se trata e quais as vantagens da regularização fundiária” e defendeu a importância e a seriedade do trabalho do registrador de imóveis: “O Cartório de Registro de Imóveis e a registradora, que é a Kamilla Silva Miranda em Casa Nova, estamos diuturnamente, preocupados com a questão da regularidade e da legalidade dos imóveis. Nós não vamos permitir nenhum tipo de grilagem ou que metam a mão à força no que é dos outros”.
ASCOM PMCN 



 

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies