Brasília com presidente da Comissão de Direito Humanos da Câmara - Portal Casa Nova - Notícias

Brasília com presidente da Comissão de Direito Humanos da Câmara

Os pais da menina Beatriz Angélica Mota, Sandro Romilton e Lucinha Mota, estiveram ontem (18) em Brasília (DF). Eles foram recebidos pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Hélder Salomão (PT-ES), que se comprometeu em ser “mais uma voz na defesa da justiça” para esclarecer o crime brutal de Beatriz, ocorrido no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, onde ela estudava, no dia 10 de dezembro de 2015.
Em reunião com o casal, Salomão mostrou-se disposto a colocar a comissão para agir, dentro das prerrogativas, cobrando celeridade nas investigações.
O parlamentar recebeu das mãos de Lucinha um relatório apontando várias falhas na investigação feita pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) e que pede a federalização do caso. Salomão informou que o primeiro passo será apresentar aos órgãos de segurança locais e ao governo do Estado um ofício solicitando esclarecimentos. Em seguida a comissão fará uma audiência pública para ouvir investigadores e testemunhas do caso. Por fim, a Procuradoria Geral da República também será acionada.
O encontro de ontem foi mediado pelo deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que não integra a comissão mas abraçou a luta. Já o deputado pernambucano Túlio Gadelha (PDT), vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, também recebeu o relatório e se comprometeu a agir prontamente. Desde o crime, há três anos e meio, o assassino (ou assassinos) da menina continua à solta.  Fonte carlos Britto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta