Assembleia do Constesf reúne Prefeitos para discutirem início da implantação do Serviço de Inspeção Municipal
Na tarde desta quarta-feira (05), o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf), através do seu Presidente, o Prefeito de Canudos Genário Rabelo, realizou mais uma assembleia com os Prefeitos consorciados. A pauta do encontro foi o início da implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) nos 10 municípios, através de convênio com a  Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
Estavam presentes os Prefeitos Lindomar Dantas (Uauá), Wilker Torres (Casa Nova), Ana Passos (Sento Sé), Enilson Rodrigues (Campo Alegre de Lourdes) e Afonso Mangueira (Pilão Arcado). Os Prefeitos deliberaram sobre a contrapartida dos municípios para a logística de execução do projeto, conforme plano de trabalho.  A implantação do SIM nos municípios garantirá alimentos mais seguros, respeitando o código do consumidor e empoderando agricultores familiares com geração de emprego e renda.
De acordo com Genário Rabelo, uma equipe será montada para atender e apoiar a implantação do SIM em todos os municípios. “Agora estamos dando o pontapé para a execução do projeto. Em breve teremos nossa equipe formada, com veterinário especializado para dar apoio a todos os municípios. Sabemos que para o produtor rural, comercializar seus produtos de forma legal é muito importante. Importante também para o consumidor final que comprará produtos com a garantia de qualidade”, informou. 
O SIM é um serviço sanitário, voltado para produtores familiares, que inspeciona e fiscaliza agroindústrias que produzem e comercializam produtos de origem animal e vegetal a nível local. Todos os municípios do Território do Sertão do São Francisco (Juazeiro, Casa Nova, Sento-Sé, Pilão Arcado, Remanso, Curaçá, Uauá, Canudos, Sobradinho e Campo Alegre de Lourdes) serão orientados pelo Constesf, órgão responsável por contratar equipe para auxiliar cada município no processo de implantação do SIM.
Texto Jacqueline Santos/ Ascom Constesf