O site e guia da cidade

Justiça suspende júri de homicídio de vereador em Jaguarari; MPBA diz que réu intimida testemunhas

0
Uma decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) suspendeu a sessão que julgaria um homem acusado de envolvimento na morte de um vereador na cidade de Jaguarari, no norte do estado. O assassinato do vereador Ariomar de Oliveira Rocha (PT) ocorreu em 22 de julho de 1998. Antonio Moura Sande é acusado de homicídio qualificado. Pesa sobre ele a acusação de se envolver no crime à custa de recompensa financeira – cerca de R$ 30 mil – e de montar uma emboscada.
O crime teria sido feito em retaliação a críticas de Rocha à gestão do então prefeito Edson Luiz de Almeida. Em decisão da terça-feira (30), o desembargador substituto do caso, Nilton Castelo Branco, decretou a suspensão do júri, que ocorreria em 30 de maio próximo. Autor da ação que pedia a suspensão do júri, o Ministério Público do Estado (MPBA) também cobrava o desaforamento (mudança do local do julgamento) do caso para a Comarca de Salvador, questão não atendida pelo magistrado.
Segundo o MPBA, a transferência do júri se torna providencial devido ao fato de o acusado ser uma “pessoa temida” na cidade, o que poderia comprometer a isenção das testemunhas do caso. Antonio Moura Sande é apontado também como o dono do carro usado no dia do crime, um Fiat Uno branco. (Fonte: Bahia Notícia)

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies