PRESIDENTE DA CODEVASF, ANTONIO AVELINO, RENUNCIOU AO CARGO NESTA QUARTA-FEIRA (13) 

O Presidente da Codevasf, Antonio Avelino Rocha Neiva, pediu exoneração do cargo de Presidente da companhia nesta quarta-feira (13), em carta renúncia enviada ao presidente do Conselho Administrativo da empresa.

No pedido de exoneração, Antônio Avelino comunicou que “premido pelas circunstancias tomei a decisão de renunciar ao cargo de Diretor-Presidente da companhia de desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba”, escreveu.

Avelino deixou registrado que durante o período à frente da Companhia, um ano e seis meses, teria feito esforços para reduzir desigualdades sociais: “Tenho plena consciência que envidei esforços para melhorar a gestão da Codevasf e implementar ações que pudessem contribuir de forma significativa para reduzir as desigualdades regionais nas bacias hidrográficas sob a responsabilidade desta empresa”, anotou em trecho da carta renúncia.

Avelino destacou ainda que “em decorrência das minhas posições e coragem para enfrentamento das pautas que me foram submetidas pelo corpo técnico  da Codevasf sofri críticas e resistências internas e externas à organização, entretanto tenho a consciência tranquila e a certeza que contribui para que a empresa se tornasse melhor”.

Avelino não deixou claro as razões do seu pedido de renúncia.

Marco Aurélio Ayres Diniz, Diretor administrativo da área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, assume interinamente a presidência da Codevasf.

Nos bastidores os murmúrios levam a crer que a saída de Avelino faz parte do processo de mudanças no segundo escalão do Governo Bolsonaro, agradando líderes partidários que serão importantes na aprovação da reforma da previdência. Avelino teria se antecipado a uma exoneração que viria nos próximos dias. O que ainda não está claro é se a mudança na presidência pode implicar num possível troca-troca na direção das superintendencias regionais, a exemplo da 3ª, em Petrolina e a 6ª em Juazeiro.

Reprodução: Do Blog Geraldo José