Na noite deste sábado, em Barretos, São Paulo, 11 De novembro, Juazeiro perdeu um dos seus mais valiosos representantes, o poeta e multiartista, Manuca Almeida. Ele lutou por quase seis meses contra uma enfermidade. Foi de uma grandeza admirável no percurso do tratamento, assim como foi toda a sua obra, seja no campo das artes ou das ações sociais e de amizade. Manuquinha, como era carinhosamente chamado, vai deixar um legado para as gerações presentes e futuras, sendo referência na produção artística, primeiro como realizador, com Naldinho, do movimento Chá das Cinco, também por ter vencido um Grammy da Música, junto com mais dois parceiros, por “Esperando na Janela”, além de outras tantas aventuras como livros de poemas, produção e atuação em shows, filmes, como Guerra de Canudos, e novelas, e músicas gravadas por diversos artistas dos segmentos musicais. O prefeito Paulo Bomfim se solidariza com a população de Juazeiro e , principalmente, com a família do estimado poeta que nos deixa, e decreta luto oficial de três dias.

Ascom PMJ