Nota de Repúdio ao Presidente da Câmara de Vereadores de Casa Nova José Eduardo. - Portal Casa Nova - Notícias

Nota de Repúdio ao Presidente da Câmara de Vereadores de Casa Nova José Eduardo.

Adailton SantanaQue o trabalho da comunicação do radialista, empresário, blogueiro, Adailton Santana tem sido reconhecido pela comunidade casanovense, já é comprovação. Prova disso são comentários e audiência nos meio em que atua, além de ter sido lembrado por um Parlamentar que raramente tem tempo em seu discurso para registrar a presença da Imprensa na sessão da câmara de vereadores, Leonardo Silva, citando o nome do mesmo.

Na noite desta terça-feira, (25), essa consumação se seguia no decorrer da Sessão Ordinária da Câmara de vereadores. As palavras de apoio e incentivo de alguns vereadores, como Vanderlin, Alex de Santana entre outros vinham bem a calhar. Não fosse um comentário feito pelo presidente da Casa José Eduardo que tanto pede aos colegas, respeito e seriedade. Parece que o vereador é do estilo: “Faça o que eu digo, mas não faça o que faço”. Zé Eduardo aparentemente enfermo da própria sanidade mental, afirmou que sobre a semana passada onde na ocasião o mesmo ditou que não houvesse sessão, segundo ele por acatar sugestão de Vanderlin Carvalho, os outros 05 vereadores incluindo o próprio Vanderlin Carvalho compareceram na câmara de vereadores além de mais de 20 pessoas que esperavam que houvesse a sessão normalmente. Logo ao chegar, fiquei sabendo que não haveria sessão naquele dia, procuramos “Eu e Luiz Washington de Anoticia do Vale”, os parlamentares que se encontravam por ali o porquê de a câmara estar de portas fechadas e os edis presentes.

Ao ouvir as palavras dos vereadores posteriormente fora publicada matéria com as informações baseadas no que ouvimos e gravamos, o vereador presidente José Eduardo teria suspendido a sessão por intermédio da “porta-voz” da câmara, a secretária Bartira que de acordo com o vereador Élber do Né, teria o informado que não haveria sessão as 17:00 do mesmo dia.

O que meu nome foi citado pelo vereador equivocadamente é que teria eu participado de algum tipo de mentira. É algo tão insensível e embuste o pronunciamento do vereador que, certamente não com a “beleza poética de suas palavras”, mas com a certeza de quem já foi atingido de forma vã por seus colegas em sua repugnante incapacidade de formatar opinião queira culpar a imprensa por mostra a verdade nua e crua. Acredito na força das críticas, mas que elas sejam fundamentadas e coesas, mas não as que nos dirigem com calúnia sem impetrar qualquer conversa a respeito ou por meio do que foi escrito ou falado. Não sou daqueles que mede forças com mal, pois sou do bem e estou apto a servir a comunidade com responsabilidade e respeito a todos e as opiniões expressas. Acredito na crítica para a correção, para a melhoria, para que o jornalismo absorva as informações reais ouvindo os dois lados, isto em qualquer instância, em qualquer momento.

A política leva a rudeza, a autocracia déspota, aos veículos de comunicação e profissionais de que nada atingem. Argumentos e direito a se retratar se fazem necessários, aliás, imprescindível no regime democrático. Mas não acredito em críticas criadas a partir da imensa falta de coerência e respeito com nosso trabalho. Por isso, peço da Vsa Excelência, que aparentemente, parece querer camuflar os acontecimentos de fatos que interessam vir a público, com a sua nociva antidemocrática que não corrobora com o novo momento de pluralidade que este país penou para conquistar em 1985, quando obtivemos através do velho Tancredo Neves a consolidação da saída do regime militar ditatorial para o regime civil.

Podemos ter divergências de pensamentos, partidos políticos ou ideologias, mas algo nos unifica, a crença que o melhor regime foi, é e sempre será a Democracia, o direito que nos assiste de discordar e poder expressar nossas opiniões.

Espero que o que foi dito tenha sido em um momento de descontrole emocional diante da situação debilitada que passa por problemas de saúde e que fora atingido por seus colegas, que inclusive foram sensatos e humildemente lhe pediram desculpas, reconhecendo que se excederam, a exemplo do vereador João Honorato que disse estar arrependido pelas palavras por ele ditas e  publicadas na rede mundial de computadores, assim como Vanderlin Carvalho que pediu desculpas sobre as palavras proferidas dizendo estar brincando. Talvez seus  anônimos exaltados  não tenham conseguido perdoar ou ouvir os pedidos de desculpas dos colegas, e por castigo quis nos destrinchar com palavras duras e maldosas afirmando que pudesse em algum momento querer denegri-lo. Por fim, acredito na sensibilidade e respeito à liberdade de expressão e que não tente sobrestar o trabalho de comunicação social que tem sido feito para a comunidade casanovense.

Explico que em momento algum sabia que não haveria sessão na terça-feira da semana passada e que fiz o meu papel de informar o que de fato aconteceu, com os depoimentos de 04 dos 05 vereadores que ali se fizeram presentes, e ficaram surpresos com a notícia de que não haveria Sessão Ordinária por determinação do Vereador José Eduardo. Contudo, saliento que assim como o portal Casa Nova representado por mim havia ali, a imprensa de Juazeiro por seu representante Luiz Washington de Anoticiadovale, Casa Nova FM e outros comunicadores. Friso que em momento algum desde o início dos trabalhos do legislativo este ano, assim como há mais de 03 anos que atuamos na comunicação, fomos gratificados pela Câmara de Vereadores tampouco por seus representantes (Presidentes). Continuarei o meu trabalho para a maioria da população que gosta e necessita de informação com responsabilidade e para o não gostar de alguns que querem paliar o que acontece no legislativo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta