Foto: Carolina Barreto / Tudo FM

Em entrevista nesta segunda-feira (17) ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo 102,5, o candidato a prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) disse ter ficado “surpreso” com a última edição da revista Veja, que trouxe reportagem segundo a qual o empresário Marcos Valério – já condenado pelo STF no processo do mensalão – atribui ao ex-presidente Lula a chefia do esquema de compra de apoio parlamentar. “Até então, o ex- presidente não havia sido envolvido. Na minha opinião, a capa da Veja só reforça o que o Brasil conheceu com o escândalo do mensalão, que estourou quando Pelegrino era líder do PT e Jaques Wagner ministro”, afirmou. Apesar de chamar Pelegrino de “amigo fraterno” do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, e do ex-ministro José Dirceu, o prefeiturável garantiu que não utilizará em sua campanha nenhum áudio comprometedor contra Lula ou alguém do PT, caso a revista divulgue as gravações. Ao comentar o crescimento de Pelegrino na última pesquisa, Neto declarou ainda que sempre trabalhou com a possibilidade de dois turnos nas eleições, mas preferiu adotar um viés otimista, ao destacar que o tempo de televisão dos dois será igual e que isso contará a seu favor no debate.

Rodrigo Aguiar. BN