Líder do PPS na Câmara, o deputado federal Rubens Bueno (PR), vai solicitar nesta terça-feira a convocação do ex-deputado e candidato a prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno (PRB), na CPI do Cachoeira.

O ex-deputado é citado por um dos investigados do esquema de Cachoeira em uma discussão sobre envio de dinheiro ao exterior, segundo reportagem do jornal Correio Braziliense. De acordo com as denúncias, os suspeitos teriam procurado um contato em São Paulo para fazer a entrega do dinheiro. O jornal afirma que o contato, identificado pela pela polícia como Fábio, teria o controle do dinheiro de Russomanno no exterior.

“Uma das missões da CPI é investigar a ligação de políticos com a quadrilha de Cachoeira. Como Russomanno é citado em relatório oficial da Polícia Federal, a comissão precisa ouvir suas explicações”, disse Bueno. “Afinal, são integrantes da organização colocando o nome dele em uma operação ilegal. Um deles até fala em prisão. A CPI precisa esclarecer esse episódio, fato que também deve ser de interesse do candidato a prefeito”, completou.

Russomanno afirmou que enviará documento à Polícia Federal autorizando a quebra de seus sigilos financeiro e fiscal. Ele se defendeu de forma enérgica das denúncias e sorriu ao dizer que as acusações surgem no momento em que está em uma boa posição nas intenções de voto. “É só estar bem nas pesquisas para virar alvo, já sou alvo há muito tempo”. Afirmou Russomano.