Sete mil e quinhentas consultas oftalmológicas, 2,5 mil cirurgias de catarata gratuitas até a próxima quinta-feira (16). Essa é a previsão de atendimento do programa Saúde em Movimento para o município de Casa Nova e região norte do estado, no hospital municipal de Casa Nova. A ação, iniciada no dia 8 deste mês, foi acompanhada nesta segunda-feira (13) pelo secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, pela secretária de Saúde de Remanso Ana Paula Malta, pelo secretário de saúde de Serrinha, Gilberto Carvalho e pelo secretário de Saúde de Casa Nova, Solon Xavier.
 

Depois de passar um bom tempo sem enxergar direito, Dona Eva Andrade, da região do Lago, em Casa nova está em clima de alegria, olhando para os lados, observando detalhe a aposentada Agora já consegue enxerga seus netos. “Eu estou tão feliz não via mais, só vultos e agora voltei a ver”, disse, sorrindo.

 

Depois da cirurgia os pacientes voltam para a consulta de revisão. Cada um recebe um kit, com colírio antiinflamatório, óculos escuros e orientações para o período de recuperação. Cada procedimento cirúrgico, que na rede privada custa, em média, R$ 4 mil, dura mais ou menos cinco minutos.

 

Profissionais, entre médicos, enfermeiros e pessoal de apoio trabalham nessa etapa, realizando a pré-avaliação dos pacientes num exame digitalizado, seguido de consulta. Se for diagnosticada a catarata é marcada a cirurgia. “O nosso objetivo é oferecer à população de baixa renda atendimento moderno, com toda a tecnologia disponível, de forma rápida e segura, devolvendo, assim, a visão que, muitas vezes, havia sido perdida há anos”, explicou a coordenador do programa Luciano Goulart.

 

De acordo com o secretário Jorge Solla, o Saúde em Movimento foi criado depois de o governo constatar que alunos do Programa Todos Pela Alfabetização (Topa), estavam com dificuldade de acompanhar as aulas devido a problemas com a visão. “Nós decidimos, então, criar um programa que promovesse o atendimento e fizesse as cirurgias de catarata para essas pessoas, garantindo o direito de aprender”.

 

Para o secretário de Saúde de Casa Nova, Solon Xavier o Programa funciona como um mutirão – a prefeitura de Casa Nova oferece o local e o Estado, o suporte clínico e as cirurgias. “O mutirão é um ícone de responsabilidade social, graças à qualidade do atendimento e às instituições envolvidas, que contribuem de maneira significativa para uma melhor qualidade de vida para a população da região”, destaca.

 

Jorge solla aproveitou a visita ao município e foi  ao Distrito de Santana do Sobrado, conhecer o local aonde será construída a UPA 24 Horas – Unidade de Pronto atendimento, que será lançada a pedra fundamental no próximo domingo (18), também participaram da visita os secretários municipais de Esporte, Itamar Rocha; de Assistência Social, Maria do Carmo Araújo; de Finanças, Nilton César; de Agricultura, Fernando Marins e de Governo José Hermelino Souza.