Prefeitura de Casa Nova ameniza efeitos da Seca e Estiagem‏ - Portal Casa Nova - Notícias

Prefeitura de Casa Nova ameniza efeitos da Seca e Estiagem‏

A prefeitura de Casa Nova trabalha intensamente para amenizar os efeitos da seca e estiagem, em benefício da população que passa sede, perde o rebanho e as safras, através da Operação Carro Pipa, que é a distribuição de água e abastecimento de cisternas.

 

O Governo do Estado repassou através de convênio para esta ação durante 60 dias, 30 mil reais, no entanto com extensão territorial de 9.657.51 Km², o Governo municipal investe 400 mil, por mês para amenizar os efeitos da seca.   Atualmente a prefeitura trabalha com 51 carros pipa para atender a população, seis para abastecer as escolas e mais 35 pelo exercito para fornecer água à população, tendo previsão de aumentar a frota, em função da necessidade de mais distribuição.

 

A prefeitura já realizou também a limpeza e recuperação de mais de 800 poços artesianos, barragens, cacimbas, açudes, caxios, barreiros e aguadas realizadas com recursos próprios; “estamos aguardando a chegada das chuvas e nos preparando”, destacou o prefeito, dizendo que este ano já foram construídas as barragens de Barracas, Tanque da Onça, Tigre, São Félix, Tanquinho, Veredão dos Macenas, Lagoa do Pinto, Castanheiro, Arapiraca e está em fase de conclusão a de malhadinha.

 


Estado de Calamidade


Em Casa Nova, município da região conhecida por estar situado às margens do Lago de Sobradinho, o prefeito Orlando Xavier (PR), solicitou decreto de estado de calamidade pública, usado quando um desastre ultrapassa o estágio emergencial.

 

Lidiane Cavalcante

Ascom Casa Nova 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Comments (1)

  1. Que bom que o prefeito Orlando Xavier está mesmo com boas intenções de amenizar o sofrimento do nosso irmão ai da caatinga, que além de não ter o seu alimento diário ainda lhe falta água, para si e para o seu rebanho. Inacreditável a reportagem da globo, com tanta água que tem ai na cidade nova e também na velha, e o nosso irmão sertanejo sofrendo tanto com a falta deste precioso liquido. E como o município está em estado de calamidade pública seria um ato de humanidade e mais viável o cancelamento da "Festa do Interior". Imagine quantos milhares de reais não serão gastos, dinheiro que irá com certeza amenizar muito mais o sofrimento do nosso povo da caatinga.