Deu entrada no hospital municipal Dr. Edson Silva em Queimadas nesta quinta-feira, por volta das 22 horas, a estudante de iniciais R. S. S., 17 anos, supostamente vítima de estupro. A adolescente chegou ao local já sem vida.
De acordo com o médico plantonista, Dr. Eduardo Dourado, a garota foi deixada no hospital sem roupas e com marcas de sangramento, dentro de um veiculo Fox vermelho de placa policial DUH 4588 de São Paulo, conduzido por Edvaldo dos Santos Caldeira que deixou o carro no local e evadiu-se. Dentro do veículo foi encontrado a calcinha, a blusa escolar, tênis, celular e outros pertences da vítima.
A senhora Clemilda Ferreira dos Santos, 36 anos, mãe da vítima, contou à redação do Queimadas em Foco, que estava em casa quando a viatura da Polícia Militar parou em sua porta para verificar se R. S. S. residia ali e se a mesma era sua mãe. Em seguida pediu que ela pegasse os documentos da adolescentes, informando que a mesma estava no hospital precisando de sua presença. Ao chegar, a dona de casa já encontrou a filha morta.
Desolado pelo ocorrido, seu padrasto Antônio Carlos Rodrigues, conhecido por Maxixe, pedia a todo o momento por justiça. O caso foi conduzido pelo Delegado de Polícia Dr. José Castelo Branco e o escrivão Clécio. Segundo o delegado, o condutor do veículo será indiciado por estrupo seguido de homicídio.
O veiculo foi tirado do pátio do hospital e levado para o estacionamento da PM. O corpo foi removido para o Instituto Medico Legal (IML) em Feira de Santana onde serão feitos os exames periciais.

fonte:  “Queimadas em foco” http://www.queimadasfm.com.br/