O Governo do México precisou que o terremoto de 7,8 graus na escala Richter registrado no início da tarde desta terça-feira deixou 11 feridos, dois na capital mexicana e nove no estado de Oaxaca, e danos em centenas de casas no litoral sul do país.

O secretário de Governo, Alejandro Poiré, indicou em entrevista coletiva que as autoridades mantêm o alerta para atender possíveis danos derivados do terremoto, que provocou cenas de pânico nos estados do centro e do sul do México.

Poiré assinalou que alguns dos feridos estão em estado grave e vêm sendo atendidos em diversos centros médicos. O secretário de Governo precisou que durante a tarde desta terça-feira houve 19 réplicas de diversa magnitude, entre 4,6 e 5,3 graus na escala Richter, e acrescentou que o alerta será mantido durante 24 horas.

Poiré também explicou que, caso se confirme que as casas danificadas nos municípios litorâneos dos estados de Guerrero e Oaxaca representam riscos, as pessoas poderão ser transferidas a abrigos temporários, como estipulam os protocolos de proteção civil.

A autoridade acrescentou que todos os serviços públicos seguem operando normalmente e que as instalações estratégicas não sofreram danos significativos, enquanto as autoridades continuam a avaliação de todos os imóveis com relatórios de danos.

Bombeiro caminha perto de ônibus danificado por ponte que caiu depois de terremoto que atingiu o México – Foto: AFP