A noite de quarta-feira (21) foi marcada pelo lançamento do Programa Mais Educação, no município de Casa Nova, que atenderá 180 alunos da Escola Aurene Bezerra Angelin, 110 alunos, da Escola Irene Viana Santos, 127 alunos da Escola Jóias de Cristo e 120 alunos da Escola Senador Luiz Viana que terão a oportunidade de ampliar seus potenciais cognitivos com a oferta de variadas oficinas no contraturno.
 
O programa foi criado pela portaria inter-ministerial 17/2007, para aumentar a oferta educativa nas escolas públicas através de atividades optativas, agrupadas em macrocampos: acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura, artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e econômica. A iniciativa visa ampliar tanto o conhecimento quanto a socialização entre as crianças.
 
Durante o lançamento do programa, os pais, educadores e comunidade puderam conhecer a equipe de monitores que acompanharão os alunos nas atividades do Programa contraturno: informática, recreação, esportes, arte e literatura e reforço pedagógico em Português e Matemática.
As quatro escolas contempladas no município receberam recursos para aquisição de materiais necessários para a prática de atividades que serão desenvolvidas em modalidades como o esporte, letramento, teatro, dança, música, cultivo de horta escolar e reforço em matemática.
 
A secretária de Educação, Alda Xavier, considerou um momento especial para a educação do município e para a comunidade a oficialização desse programa, e ressaltou a importância que ele exercerá no desenvolvimento das crianças. Para ela o programa servirá para melhorar o índice da educação do município. “O Mais Educação tem como objetivo despertar nas crianças, adolescentes e jovens de nosso município o prazer de estudar, consequentemente melhorar sua aprendizagem”, destacou.
 
Através do Mais Educação, a criança desenvolve oportunidades educativas, com o compartilhamento de tarefas supervisionadas por monitorias, além de ser um convite ao envolvimento de toda a família e da comunidade no ambiente escolar; o que permite que o município cresça e melhore os índices de educação. A proposta é funcionar em dois períodos – matutino e vespertino – sem que a criança abra mão de vivenciar sua infância: são quatro horas/aula diárias em regime regular e outras três do programa propriamente dito.
Mais  Fotos. Foto: Aldo Bernard'sFoto: Aldo Bernard's
Texto: Lidiane Cavalcante
Da ASCOM/PCN
Sorry, there are no polls available at the moment.