Foto: Rodrigo Souza.

O Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) de Casa Nova completa seis meses de funcionamento. O CREAS é um centropara atendimento dos cidadãos e famílias vitimizadas pela ocorrência de situações de violações, discriminação e/ou infrigência aos direitos humanos.
O coordenador do CREAS, Rodrigo Souza, explica que atualmente no Centro são atendidas 100 pessoas, que vivenciaram as mais diversassituações de violação de direitos. “São pessoas que tiveram seus direitos violados, que podem ter sido vítimas de violência, de abandono, de exploração sexual, de trabalho infantil, ou que sofrem discriminação de gênero, por orientação sexual ou por deficiência. Ainda há ainda casos de mendicância, crianças que sofrem maus tratos, jovens em uso de substâncias psicoativas e adolescentes que praticaram atos infracionais e estão em medidas socioeducativas em meio aberto ou até mesmo prestação de serviços à comunidade”, afirma o coordenador.
Os serviços oferecidos através do CREAS são de orientação e apoio sócio-familiar; atendimento psicossocial sistemático individual e emgrupo; encaminhamentos à rede de serviços socioassistenciais e outras políticas públicas. O CREAS mantêm ainda uma articulação permanente com sistema de garantia de direitos, como o Conselhos Tutelar, o Ministério Público e Centros de Recuperação.

Com uma equipe composta por seis técnicos, o Centro desenvolve ações socioeducativas e atende toda a família. “Nosso trabalho é especializado e qualificado. Cada pessoa ou família que chega aqui traz consigo uma história diferente e particular. Peculiar também é o modo que tem sido feito a escuta qualificada e os encaminhamentos, observando sempre o que é mais adequado para cada situação, respeitando a particularidade de cada pessoa, fazendo tudo de modo cada vez mais humanizada”, relata Rodrigo Souza.