Publicado em: 25 de Maio de 2011 4:28 ” Atualizado em 15 de  Agosto com resposta do Secretário.”Peço desculpas aos Casa Novenses pelo equívoco. Me encontrava viajando, quado preocupado em ver a  matéria, fui informado do conteúdo por e-mail. De tamanha audiência deste portal, a mesma já estava sendo retransmitida por outros sites e blogs. No momento, eu havia sido informado pelo blog de Carlos Brito, que presumi ser a fonte da notícia e a ele respondi. Mas depois de ver com mais atenção pelo meu notebook, pude verficar que se  tratava do nosso nobre amigo(Adailton Santana), preocupado com a sociedade e com a situação que ela se encontrava naquele momento. E, posso  comprovar que  aquela situação desagradável esta daquele jeito, me deixou  bastante comovido, e, agora com atenção redobrada diante do poder executivo, sobre a tal situação. A Secretaria Urbanismo de Casa Nova, em  nome Fernando Marins, não medirá esforços para solucionar o problema o mais breve  possível. A mesma nota enviada ao  Carlos Britto é válida neste canal  de tamanha  importancia para nós.

Nota: Em questão desta matéria, tenho a dizer que o nosso governo é um governo da vontade do povo, um governo com foco na qualidade de vida e bem estar. Por conta disso a Vila Galvão, dentre outras vilas que estamos trabalhando, teve seus trabalhos iniciados em março deste ano, com uma obra de grande importância feita próximo à estação de tratamento de água do SAAE, que pode ser comprovada com o povo daquela região. Como disse anteriormente, INICIAMOS o trabalho, e este canal mostrado na foto, faz parte deste projeto, cujo o mesmo foi limpo para que fosse feito o serviço de topografia para concluímos a sua canalização. Canalização já adquirida e que servirá também para escoamento de água de chuvas deste bairro e do loteamento Zé da Totonha. Vale salientar também, que o mesmo canal existe há mais de 15 anos e, como diz o nosso grande urbanista Lúcio Costa, “os interesses do homem como indivíduo nem sempre coincidem com os interesses deste mesmo homem como ser coletivo”. Cabe então ao urbanista procurar resolver, na medida do possível, esta contradição fundamental. E é com este conceito que procuramos resolver os problemas de nossa cidade. Te informo quando esta obra for concluída. Muito obrigado, um abraço. Fernando Marins/Secretário de Urbanismo (Casa Nova-BA).