Em situação precáriaAs noções de infra-estrutura e de acesso a vias públicas em Casa Nova, não aplicam-se à realidade. Fala-se, de concerto daqui, concerto dalí. Mas na realidade, nada se vê de concreto. Assim, a infra-estrutura rodoviária, de telecomunicações, de acesso universal ao conhecimento, a Cultura, aos medicamentos, à informação, incentivo a incusão digital e outros, não tem se visto acontecer, até hoje. Isso demonstra que a preocupação com o bem estar da população aparentemente tem pouca relevãncia para o poder público. Pois, a importância dessas necessidades básicas, favorece, também, a nossos familiares e jovens. No entanto, infelismente o que se vê como se retrata nas fotos é essa nossa atual ambiguidade. Entre outras, a impossibilidade de poder desfrutar de algo benéfico em uma sociedade sem infra-estrutura nem acesso as ruas, sem projeto de prestação de serviços municipal ou de idéias para buscar melhoria e distribuir algum esforço em melhorar a sociedade que vivemos.

outra foto

veja foto